01 outubro 2008

ups.. enganei-me

Afinal, toda a minha confusão estava baseada num mal-entendido. Felizmente, Namaste alertou-me para o facto da substância que contaminou o leite chinês não ser a melanina mas sim a melamina. São ambas muito parecidas e confesso que não li nada acerca deste problema. Todas as informações a que tive acesso foram de notícias emitidas pela rádio ou pela televisão.

Enfim, sendo assim, a melanina faz-nos falta, porque é essa substância que produz a pigmentação da pele, enquanto a melamina é "uma substância alcalina", diz a Wikipédia, que é "usada na fabricação de plásticos (com formol) e produtos anti-chama", acrescenta a enciclopédia online.

Após uma breve pesquisa, é possível perceber qual o objectivo de quem acrescentou a melamina no leite proveniente da China e que, entre outras coisas, obrigou uma marca reconhecida de chocolates, a Cadbury, a suspender a comercialização de alguns produtos na Ásia porque foi encontrada melamina nalguns lotes. Como? O leite utilizado para fazer o chocolate é chinês. Ao que diz esse poço de sabedoria que é a Wikipédia, a melamina "também é usada para adulterar testes por conteúdo de proteínas (quando dosadas por nitrogênio), em alguns produtos alimentícios. O produto é diluído e a melamina adicionada para "repor" o nitrogênio da proteína, porém sem valor alimentício".

2 comentários:

Namaste disse...

Ah, agora sim.
Fez-se justiça à "má" da melamina.
O que seria de ti se não tivesse uma leitora tão assídua e atenta?

meio limao disse...

E eu só hoje de manhã é que descobri que se falava de melamina e não de melanina!! Tenho de começar a ler as coisas com mais atenção :)