13 agosto 2009

praia e leituras

hoje é daqueles dias que as horas, os minutos, os segundos passam devagar. há coisas para fazer que estão dentro dos limites temporais a que me propus. e ainda bem. quero deixar a redacção com os ombros leves, sem peso nas costas.

a minha cabeça, porém, há muito que partiu para longe. porque mais do que escrever, tenho vontade de ler. mas não em qualquer circunstância. hoje faria um ritual que adoro e há bastante tempo que não faço. por minha vontade, tinha acordado junto da Paixão, numa tenda, num parque de campismo. tínhamos tomado o pequeno-almoço junto à nossa "casa" de férias, com a geleira a fazer de mesa. o pão, fresco de preferência, recheia-se de queijo ou fiambre, tudo bem guardado pelo gelo que faz de congelador ou frigorífico. o caminho para a praia, num dia quente, mas não muito. parar no quiosque e juntar ao livro que me acompanha um qualquer generalista e, porventura, uma revista semanal. a ida para a praia, ler ao som da rebentação no vaivém constante das ondas do mar. a brisa é leve, é suave. não é quente, mas também não é fria. é boa, é agradável.

é a tranquilidade que procuro. sinto-me bem por saber que nos próximos três dias terei alguma. não haverá ondas, nem areia. mas os livros, os jornais e as revistas estarão lá. não acordarei na tenda, mas terei a Paixão a meu lado, e isso é que importa.

paro agora para reflectir. estes pensamentos são frequentes. reforço, são mesmo insistentes nos últimos dias. concluo: estou mesmo a precisar de férias!

2 comentários:

Namaste disse...

E eu estou mesmo a precisar de ti!Vem depressa!:)

Sunday Morning disse...

estou quase a caminho! :)