27 setembro 2009

amizade

quem não sabe que ter amigos é das coisas mais importantes da vida? duvido que poucas pessoas, mas essa minoria não é, por certo, tão feliz. essa é uma certeza que me acompanha todos os dias.

mas há momentos em que a amizade é elevada a um expoente tão elevado que até nós nos surpreendemos da força de determinados valores.

ontem, um amigo meu fez anos. é um dos melhores, daqueles que está sempre ali ao pé para o que for preciso. é curioso, o dia de aniversário e o de Natal perdeu, até ontem, alguma da magia que tinha enquanto criança. até ao dia de ontem. depois de nós, os seus amigos, termos insistido, lá cedeu e fomos todos jantar fora. parecia mais uma daquelas refeições que fazemos com regularidade. o convívio, o estar juntos, tudo isso é bastante importante para o grupo e todos fazemos questão de nos reunirmos à volta de uma mesa com frequência. sempre que possível, não há desculpa que valha, ou melhor, arranja-se qualquer desculpa para jantarmos em grupo.

ainda a comida não tinha chegado e o aniversariante insistia na ideia de que o dia de anos, para ele, já teve mais significado... até quase ao final do repasto. quando chegaram os pratos de sobremesa um "não me digam que há bolo?", acompanhado de um brilhar de olhos inevitável e impossível de esconder senti que a menor força que estes dias especiais tinham para si estava a deixar de ser a tendência. depois, bem, depois vieram as prendas e reacções de surpresa e espanto que culminaram com emoção quando chegou o bolo de anos que tinha direito a velas e tudo. à séria! escusado será dizer que o rapaz sentiu lá bem no fundo esta acção dos seus amigos.

não parei de pensar nisso desde que acabou a comemoração. com coisas simples voltamos a relembrar-nos da força da amizade, como se isso fosse necessário entre nós. é muito bom poder, ao fim de tantos anos, deixarmos aqueles amigos de quem gostamos a sério, a quem fazemos o que podemos e não podemos só para os vermos bem, ficarem de queixo caído, com os olhos brilhantes de emoção.

sei que o dia já passou, mas aproveito este texto e deixo, aqui, os meus votos oficiais e públicos de feliz aniversário! (zau, private joke)

2 comentários:

Namaste disse...

E tu, és o melhor de todos os amigos! :)

Nuno disse...

nunca duvidei da tua vocação para ensinares as palavras a formar frases e as frases a transformarem-se em textos que só quem tem algum dom pode construir...
fiquei com a respiração suspensa até terminar de ler este teu texto...depois enchi novamente os pulmões e voltei a lê-lo...confesso que ja repeti este ritual um par de vezes...
o que me aconteceu e o que senti nesse jantar, foi para lá do que eu posso ou consigo exprimir em palavras...sei apenas que não me lembro de ter um dia de anos tão feliz...obrigado a ti e a todos os que me fizeram sorrir e chorar ao mesmo tempo...
afinal ainda ha valores e sentimentos pelos quais vale a pena viver...OBRIGADO...
ZAU...