26 março 2008

porque é que tenho de trabalhar logo este domingo? havia tantos, mas tinha de ser neste, não é?

Este fim-de-semana é um dos melhores exemplos para dar quando dizemos que há dias em que não temos nada para fazer e outros em que há tudo. Assim de repente, posso dizer que a malta de Coimbra (irmãos da Paixão) combinou encontrar-se no maravilhoso Alentejo e passar o fim-de-semana. Ou seja, entre P e E vai haver um epicentro, sei lá, quanto muito de minis fresquinhas...

Mas para além disso, o pai faz anos no sábado e temos de comemorar, afinal não é todos os dias que chegamos à meia centena. Temos de celebrar... EM GRANDE!!!

Por fim, um dos putos vai ter um dos primeiros concertos lá pela terra. E quando? No sábado pois claro. Tinha de ser tudo ao mesmo tempo.

Como se não bastasse, este fim-de-semana tenho uma reportagem programada. Não fazia parte dos planos, mas desde segunda-feira que está na agenda. Que seca. Não havia outro dia para fazer? Não dá mesmo? Mesmo se pedir muito acho que não me vão ligar nenhuma.

Enfim, tenho de beber umas minis (ou médias) na sexta e manter-me abstémio no sábado. O trabalho a quanto obrigas, sempre se diz!

1 comentário:

meio limao disse...

Oh J. tu vê lá isso! Olha que as médias já estão a refrescar no meu frigorífico :)