19 fevereiro 2006

Gato, gatinho, gateco....

Não foi alvo de uma operação para mudar o sexo. Mas o que é certo, é que este "tigre" lisboeta teve um nome feminino durante muito tempo. Era a "Lolita". Algum tempo depois houve alguém que, finalmente, percebeu que "ela" afinal era "ele". E aí deixou de ter nome. Foi sempre o gatinho, o gateco... e por adiante.

Brincalhão por natureza, este é mais um dos moradores de um 3º andar no Rego e não perde uma para dar uma dentadinha em qualquer mão que se meta à sua frente.

1 comentário:

me, myself and I disse...

O gato, gatinho, gateco pediu-me para agradecer ao "blogger" ter sido protagonista neste pequeno espaço perdido algures na imensidão da net. Disse ainda para informar os que te vierem visitar que após uma pequena conferência durante este fim de semana lhe foi dado o nome de Malaquias!
bjitos e as melhoras da mão de namaste;)